Casan apresenta plano de investimentos para AraquariO crescimento e desenvolvimento de Araquari pede novos investimentos no município, e pensando nisso, uma das ações da Prefeitura foi solicitar à empresa responsável pelo abastecimento de água de Araquari, a Companhia Catarinense de Água e Saneamento(Casan), mais atenção e comprometimento com os moradores. “Nosso município está crescendo e precisa oferecer à população um serviço de qualidade, começando pelo essencial que é a água e o saneamento básico. Temos urgência em resolver esses problemas”, comenta o prefeito João Pedro Woitexem.

Na manhã desta sexta-feira (29), o prefeito que já havia comunicado que se a empresa não cumprisse com o contrato e investisse no município, estava disposto a procurar outra empresa para prestar serviços à Araquari recebeu o superintendente da Casan Cesar Luiz Cunha e o chefe da agência da unidade no município João Luiz da Luz que apresentaram alguns projetos para a cidade.

O prefeito também os acompanhou nos locais que devem receber obras de melhorias. Segundo João Luiz, uma obra já foi iniciada em Balneário Barra do Sul, que é a construção de uma Estação de Tratamento de Água. “Essa ETA compacta vai fornecer água para o Centro do município, sendo previsto 25 litros por segundo”, diz. O investimento é de R$ 350 mil e a previsão de entrega da obra é para 10 de novembro.

A Casan ainda pretende furar um poço no bairro Itinga, na rua das Carpas com vasão de 7 litros por segundo para garantir o abastecimento do bairro, assim como fazer melhorias no reservatório que foi construído no local com a colocação de mais três filtros de água e a construção de um cercado para a proteção, além de aumentar a vasão para mais 25 litros por segundo.

Outra obra que está para ser iniciada é a construção de um reservatório no loteamento Santa Mônica que já foi licitada e deve fornecer 2 milhões de litros. “Esse reservatório vai abastecer além do bairro Itinga, os bairros Cerro Azul e Porto Grande”, conta João Luiz. Será investido nesta obra mais de R$2 milhões.

A Casan também se comprometeu em repassar à Prefeitura o valor para pequenos reparos de obras que possam causar algum dano às estradas ou calçadas da cidade. Assim, fica por conta da Prefeitura fornecer o serviço de reparo.

A questão saneamento básico também entrou em pauta e a Casan se comprometeu em dar início à licitação para que se comece em Araquari a obra de implantação de esgotamento sanitário. “Nós vamos começar as obras no Centro e no bairro Itinga,  assim que passarem pelo processo de licitação”, afirma João Luiz.

A implantação do novo sistema de esgotamento sanitário permitirá atender inicialmente 5.611 famílias no bairro Itinga e 2.433 no Centro, atingindo assim um índice de cobertura de 34% da população do município com coleta e tratamento de esgoto. O investimento estimado é de mais de R$ 14 milhões.

Com o comprometimento da Casan o prefeito afirmou que vai dar mais uns 40 dias para que realmente os projetos sejam iniciados e cumpridos: “Nós vamos dar um pouco de credibilidade para a Casan, para confirmar que realmente as melhorias estão sendo feitas. Estamos cansados do discurso e queremos ver as coisas acontecendo, para isso vamos dar mais esse prazo”, diz João Pedro.

Jaqueline de Mello Gerente de Comunicação

Atenção: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal Araquari.